O aguardado jogo de dança mais famoso do Wii/Wii U chega em sua versão 2018 para os amantes da dança, saúde e bem estar cheio de novidades.

Com cerca de 53 músicas das quais 40 são inéditas e 13 são versões extremas das referidas anteriormente, o game não tem medo de trazer grandes sucessos tocados nas rádios como 24k Magic de Bruno Mars, Chantaje de Shakira e Maluma e Despacito de Luis Fonsi & Daddy Yankee dentre outros.

A versão do Switch (cortesia da Ubisoft Brasil a Nintendólatras) também conta com o modo “Double Rumble” onde, os dois Joy Cons são usados para séries de exercícios que vão desde serrar madeira a martelar em uma construção. Sempre me perguntava como seria algo assim no Wii mas o rumble dos Joy Cons faz a experiência ser muito realista nas vibrações que executa. Algo que era impossível no Wiimotion Plus.

Além disso o game também nos dá uma assinatura de 30 dias gratuita no Modo Just Dance Unlimited que é um serviço de streaming da própria Ubi dentro do game.

Com um catálogo de músicas dos antigos Just Dance que podem ser jogadas através de streaming online da faixa escolhida, este modo conta com mais de 340 músicas para se jogar a vontade. Esse serviço é por assinatura, ou seja após os 30 dias de uso gratuito é preciso pagar por um prazo maior.

Além de avatares e stickers liberados nas danças houve-se também o acréscimo de uma máquina que libera vários outros extras usando as moedas Mojo que são ganhas cada vez que você dança uma música.

O Dance Lab e o Sweat são dois modos que estão inclusos mais uma vez. No Lab você dança fazendo exercícios que vão desde dirigir uma moto a lançar shurikens e fazer poses ninja, algo que foi muito presente em Just Dance 4 e está voltando como uma excelente pedida na edição 2018.

Por fim temos o modo Sweat ou “suor” que agora pode ser ativado em qualquer música, e mostra em tempo real quantas são as calorias perdidas pelo usuário em cada faixa concluída. Esse modo geralmente te obrigava a ter que dançar no mínimo 3 sons nas versões anteriores mas chega nessa versão com maior liberdade para o jogador com uma opção de “ativar/desativar” que podemos usar como melhor acharmos por bem.
De maneira geral o jogo está ótimo,  com várias coisas a se fazer ao mesmo tempo que te fazem realmente pensar sobre o que fazer primeiro nele. E isso em um jogo, obviamente é muito bom por que é muito  melhor pecar pelo excesso do que pela falta dele. E nisso a Ubisoft acertou e muito.
Graficamente falando o aspecto do jogo se mantém igual às versões anteriores mas as coreografias continuam sendo um show a parte, com backgrounds e transições lindas enquanto se dança a direção artística a cada ano fica melhor e as danças exigem mais do jogador.
Eu senti falta apenas de um modo história envolvendo o game. Talvez como sugestão para futuros games poderiam acrescentar uma opção de personalização de dançarino que participasse de um show de talentos por exemplo. Claro que Just Dance por si só já é bom como é, mas como fã desde 2012 que me tornei fica aqui apenas uma sugestão para melhorarem ainda mais em um futuro não muito distante.
Sem dúvidas Just dance 2018 é um dos mais completos já visto até hoje e já está disponível para todos os consoles da 7° e 8° geração (PS3/PS4, Wii, Wii U, Switch, X360 e XOne).

Comentários no Facebook