Segundo o Jornal Wall Street Journal, conhecido pela precisão de seus vazamentos, empresas como Samsung e Toshiba estão desenvolvendo um tipo de memória flash capaz de armazenar mais dados em chips pequenos e de baixo custo para o NX — o que estaria dentro dos interesses da Nintendo e que ajudaria a renovar o interesse no formato abandonado no Nintendo 64. A Nintendo, é claro, se nega a falar sobre o assunto que se mantém sob sigilo.

o jornal afirma que os cartuchos são uma opção que se encaixa muito bem nos planos da Nintendo, uma vez que o público pretendido para o NX é bem mais amplo do que aquele almejado pela concorrência. Como parte desse público-alvo da Big N é formado por crianças pequenas, lançar seus jogos em cartuchos impediria que elas danificassem a mídia, além de oferecer maior velocidade de carregamento e dificultar a pirataria.

3086030-7432130237-ninte

Outro argumento a favor das fitas é, segundo alguns analistas, a facilidade de produzir o formato em larga escala, considerado muito mais rápido do que os discos que os demais consoles utilizam. Para o ex-funcionário da Sony Asushi Osanai, os cartuchos são, sem sombra de dúvidas, o melhor formato para se distribuir um jogo fisicamente hoje em dia.

Além disso, como dito anteriormente, o Wall Street Journal não costuma errar em seus rumores, o que apenas reforça o boato. Assim, nessa onda saudosista que a própria Nintendo trouxe com o relançamento do NES, pode ser que tenhamos de assoprar as fitas mais uma vez daqui pra frente.

Via Canaltech & Wall Street Journal

 

 

 

Comentários no Facebook